Arquiteto e urbanista formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie, em 1976, com especialização em Planejamento Urbano pela Universidade de Brasília em 1977.

É sócio diretor do escritório Barbieri & Gorski Arquitetos Associados, onde atua nas áreas de arquitetura, entretenimento e consultoria em novos empreendimentos urbanos e seus impactos.

É co-editor há 10 anos, com Abílio Guerra do website www.arquiteturismo.com.br. Escreveu no Guia 10 roteiros históricos a pé em São Paulo o roteiro Rondando pela Avenida São João, assinou a coluna “Turista na sua cidade” na Revista Host. No guia SÃO PAULO 10 walking tours, escreveu o roteiro Artistic and gastronomic expiences on the streets of Vila Madalena.


 

Foi Diretor de operações e de projetos do Parque da Mônica de São Paulo, trabalhou no programa de cidades médias na Secretaria de Planejamento do Governo do Estado de São Paulo, e no escritório Jorge Wilheim Consultores Associados nos projetos de reurbanização do Vale do Anhangabaú (equipe vencedora do concurso) e estudo do impacto ambiental da Alcoa, em São Luis, MA.

Foi professor de cursos de pós-graduação em Turismo, Hotelaria e Entretenimento (FGV-EBAPE, FEA-USP, Candido Mendes RJ). Ex- diretor da ADIBRA - Associação das Empresas de Parques de Diversões do Brasil - 1995 a 2003.

Tem se dedicado também à produção literária, com a edição de livros em parceria com a escritora Silvia Zatz, para vários públicos. Os livros são: A menina da placa (ilustrado por Fernando Vilela), Por um triz, Irerê da Silva (ilustrado por Laura Gorski e Flavia Mielnik), A mão livre do vovô e o romance adulto O soprador.

Residência literária Livro ao Vivo - BIBLIOTECA PARQUE VILLA LOBOS

  

Desde o dia 19 de abril, quem vem à BVL pode acompanhar e descobrir como uma história se desenvolve até que seja publicada. O projeto Livro ao Vivo é uma experiência de residência literária em que leitores vão poder presenciar e acompanhar parte do processo criativo dos autores, que normalmente transcorre de modo isolado.

  

 

Da esq. para dir.: Eloar Guazzelli, Silvia Zatz e Michel Gorski.

 

Os escritores Michel Gorski e Silvia Zatz e o quadrinista Eloar Guazzelli, semanalmente e aos olhos do público, estarão reunidos para discutir os rumos da trama que norteará o livro juvenil Corta-luz. Vai dar para ver todo o passo a passo e os resultados de como texto e imagens podem contar uma história!
 
- blog que fala sobre o livro Corta-luz e seu processo de criação: http://blogdoleheitor.sintaxe.com.br/

- http://www.bvl.org.br/bilbioteca-parque-villa-lobos-ganha-residencia-literaria-com-producao-de-livro-ao-vivo/

- https://www.facebook.com/BVLbiblioteca/photos/?tab=album&album_id=922995584485426

Confira o vídeo da exposição ‘Vilanova Artigas – A mão livre do vovô', na biblioteca Villa Lobos.
(Assista ao Vídeo)

Programa Segundas Intenções na biblioteca Villa Lobos: participaram Michel Gorski e Sílvia Zatz, autores do livro A mão livre do vovô, com Manoel da Costa Pinto. (Assista ao vídeo)

 

Para saber mais sobre os livros de Michel Gorski e Sílvia Zatz, produzidos em quase 10 anos de parceria:

 

• “A mão livre do vovô” versão encadernada (acesse)
 
• “A mão livre do vovô” versão em caixa (acesse)
 
• “Por um triz” (acesse)
 
• “Irerê da Silva” (acesse)
 
• “O soprador” (acesse)

Celebração do centenário de Vilanova Artigas

 

- Documentário Vilanova Artigas, o arquiteto e a luz (dirigido por Laura Artigas e Pedro Gorski), em cartaz nos Espaços Itaú de Cinema – para ver o trailer. (acesse)

Consultoria em documentários sobre a história dos bairros de São Paulo:

 

 - Minhocão Santa Cecília - Direção Vinícius Mainardi (clique aqui para assistir o vídeo)

 - Capela do Socorro - O Balneário Paulistano (Documentário) - Direção: Pedro Gorski
(clique aqui para assistir o vídeo)

   

Arquitetura

   

"Nada vale a pena se a janela é pequena"

Janelão ajuda a reinventar a vida no interior da casa

Luz natural e contato com o exterior se sobrepõem à falta de privacidade

Grandes janelas retomam um ponto de vista modernista que fez investigações sobre conforto ambiental

Saiba+

 

Discussão sobre o Elevado Costa e Silva (minhocão):

 

01. Portal Vitruvius
 
02. Revista Isto É

 



   

Uma cicatriz marca a cidade: Soluções para o Elevado

 

     
Coordenador de Equipe:

Arq. Michel Todel Gorski

 
   
Equipe:  Função:
Eng. Carlos Miller Neto Engenheiro
Arq. José Renato Vessoni 

Arquiteto

Arq. Diogo Figueiredo de Freitas     Arquiteto
Arq. Paulo José Tripoloni  Arquiteto
Arq. Marcelo Gino Arquiteto
Arq. Maria Cecília Barbieri Gorski   Arquiteta Paisagista
Consultores Especialidades
Eng. Sérgio Michel Sola Engenheiro de Trânsito
Eng. José Rubens Gomes Engenheiro de minas
Arq. Andy A. Gruber Revitalização

 

Crônicas Urbanas

 

- Artigo sobre o centro de São Paulo - Será o Banco Imobiliário o responsável pela decadência do Centro?
 
- Augusta está voltando
   

Literatura

 

Escritor

 
O Soprador (Livro Romance)
 
Autoria de Michel Gorski, Sílvia Zatz

 



Mais informações sobre o livro

O romance O Soprador conta a história do padeiro Berko, que sobreviveu aos campos de concentração nazistas graças ao ofício herdado de seus antepassados, e que continua sendo exercido na sua padaria de Buenos Aires na década de 1980. Durante os tempos turbulentos da Segunda Guerra Mundial, do exílio e da ditadura militar argentina, o elemento capaz de preservar a identidade e os laços ameaçados pelas armas e pela distância é o bialy kuchen, pão tradicional que fez parte da vida da comunidade judaica de Bialystok, na Polônia.
Em uma única noite, numa mesa de bar em Varsóvia, a repórter francesa Claudine Chateau partirá dos segredos do preparo do bialy e seu sabor peculiar, para reconstituir os acontecimentos da vida do padeiro Berko e de seu filho Lipa, sobrevivente da ditadura na Argentina.

Michel Gorski é paulistano de 1952. Arquiteto, designer e escritor, trabalha com arquitetura do entretenimento e é co-editor do site www.arquiteturismo.com.br. Desenvolveu o passeio “Rondando pela Avenida São João”, do guia Dez roteiros a pé em São Paulo. Escreveu o livro infantil A menina da placa (ilustrado por Fernando Vilela) e o livro infantojuvenil Por um triz, em parceria com Sílvia Zatz.

Sílvia Zatz é paulistana de 1969. Já foi cineasta e designer de jogos, profissões nas quais a criação e o lúdico estiveram sempre presentes. Publicou seu primeiro livro, O clube dos contrários, em 1999, e desde então não parou mais. Pouco a pouco a literatura foi se tornando sua principal atividade. É autora de mais de dez livros infantis e infantojuvenis, vários deles recomendados pela FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil). Entre os seus títulos estão Planeta corpo, O porquê dos por quês e Por um triz, que deu início à sua parceria com Michel Gorski.

 
Irerê da Silva (Livro Infantojuvenil)
 
Autoria de Michel Gorski, Sílvia Zatz / Ilustrações: Flávia Mielnik, Laura Gorski

 



Mais informações sobre o livro

Como todos os marrecos e patos selvagens, desde pequenininhos, os irerês sonham em conhecer o mundo. Quando chega o frio, partem aos bandos em revoada, à procura de calor, comida e aventura! Voam até bem longe e descobrem lugares incríveis. Mas dentro do bando, cada um tem a sua história. O que aconteceu ao Irerê da Silva?

Os autores deste livro nasceram e vivem na cidade dos homens, pertinho da cidade dos bichos, em São Paulo. Sívia Zatz e Michel Gorski inventam histórias, Laura Gorski e Flavia Mielnik desenham e criam paisagens. Irerê da Silva foi construído com a imaginação dos quatro, pelas habilidades de cada uma das oito mãos. Sílvia é escritora que faz cinema, Michel é arquiteto que escreve livros, Laura é artista e ilustra histórias e Flavia desenha nos muros e nos livros.

 
A menina da Placa (Livro Infantil)
 
Autoria de Michel Gorski, Fernando Vilela
 


Sinopse

 
Depois de assistir à aula sobre sinalização de trânsito, a menina chega em casa e conta, animadamente, para toda a família, o que aprendeu. Logo após o jantar, quando ela vai dormir, algo inesperado acontece...

Adoro Placas - Michel Gorski

Lançamento do Livro

   
Por Um Triz (Livro Infantojuvenil)
 
Autoria de Michel Gorski, Sílvia Zatz
   

Sinopse
 

“É absurdo, vão achar que enlouqueci, mas ela está falando comigo. (...) É como se o diário fosse de fato dirigido a mim. Será que ela sabia que, tantos anos depois, o seu tesouro chegaria até minhas mãos?” Ao receber um antigo caderno de couro com o nome “Ana Rendel” grafado, a rotina do estudante de medicina Tadeu Max muda completamente. O diário é uma das muitas relíquias guardadas no Museu da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, fundada no século XVI, e pertence a uma garota que há 71 anos foi internada no hospital onde ele trabalha. Narrado em três linhas narrativas – a do investigador, de Ana e de Tadeu – Por um triz adiciona elementos de fantasia numa aventura que atravessa décadas, contada em forma de diário.
Desde o primeiro contato com os manuscritos, Tadeu percebe uma estranha conexão com a menina e isso se revela cada vez mais à medida que as páginas amareladas do caderno desvendavam episódios misteriosos. Ana havia caído de um muro de quase dois metros de altura e, desde o acidente, não enxergava muito bem. Nas anotações, a menina descrevia detalhadamente as inusitadas visitas de dois minúsculos seres encantados que lhe faziam revelações sobre os olhares humanos, enquanto ela se recuperava de uma cirurgia. Assim como o acidente, certas situações acontecem por um triz e mudam o rumo da nossa vida. Ana reaprendeu a enxergar. Este curioso caso mudou a vida de Tadeu, que decide investigar a teoria da menina e embarcar no enigma, deixando suas descobertas também em um caderno. Quem são estes seres encantados? E que revelações eles trazem? Para responder a essas perguntas, é preciso abrir este diário. Tomando como cenário este lugar onde objetos de diferentes épocas parecem atrair o visitante com uma história para contar, a prestigiada Sílvia Zatz, em parceria com Michel Gorski, assina uma deliciosa aventura que inaugura a série de mesmo nome, Por um triz, marcando a estreia dela na Rocco Jovens Leitores e a dele na ficção.

    
Crônicas

 

- Beissoilem Briders, irmão para sempre.

- Com a mãe na massa.
   

Textos Para Turismo

 

 10 Roteiros a Pé

 



(Clique Aqui e Saiba Mais)

Escreveu o “Capítulo 7: Rondando pela Avenida São João” no Guia “10 ROTEIROS HISTÓRICOS A PÉ EM SÃO PAULO”.

 

ARTISTIC AND GASTRONOMIC EXPERIENCES ON THE STREETS OF VILA MADALENA

 

Escreveu o Capítulo 7

Resenha:

Esse guia é para aqueles que acreditam que a melhor maneira de se conhecer uma cidade é à pé. Ele é voltado para aqueles para quem andar pelas cidades, observando e experimentando pequenas coisas do dia a dia e entrando em contato com as incríveis diversidades urbanas, sociais e culturais de uma metrópole como São Paulo é tão interessante quanto ver suas atrações principais.

 
 

Arquiteturismo  ·  Principais artigos para Arquiteturismo

 


 
Editores responsáveis Abílio Guerra e Michel Gorski.

 

Arquiteturismo é um periódico online mensal (ISSN 1982-9930), sobre as múltiplas relações entre arquitetura e turismo, disponibilizado na rede mundial internet pelo Portal Vitruvius, portal especializado em arquitetura e urbanismo pela Romano Guerra Editora.
Maiores informações entre em contato: leitor@arquiteturismo.com.br.

Alguns Artigos de Michel Gorski:

- Machuca, casas e cruzes

- Morro da Mesa em São Sebastião do Paraíso. Em volta do Cristo

- Adoro placas!

- Retrofoot. Do restauro feito no chute.

- Nas entranhas da arquitetura.

- Oscar Niemeyer e o prêmio que faltou!

- Turismo de que? A Virada Cultural pegou!

- Saindo do óbvio. Cine Jóia vira espaço de cultura e lazer.

- Araucárias em Pinheiros. Uma boa idéia em risco.

- Veneza, Venice, Venetian. O original não tem preço e as cópias nada valem.

- Nova York – ao encontro com meu primeiro Bialy.

- Cine Belas Artes. Oportunidade perdida para se discutir a cidade?

- Divagar devagar em Montevidéu.

- A visita de Bush a Fidel.

- Miradas revueltas.

- Guerreros del Paraguay.

- Não é uma maravilha?!

- Museu, um destino turístico?

 

Revista Host coluna “turista na sua cidade”


 
Nova York? Descubra antes a sua cidade - Michel Gorski em São Paulo - HOST Nº 1
 
   Duas visões, um mesmo olhar - Márcio Vaz dos Santos em São Luiz do Maranhão - HOST Nº 2
 
   A cidade vista do Rio
- Milton Hatoum no Rio de Janeiro - HOST Nº 3
  
   Viagem ao centro da nossa Terra - Salomon Cytrynowicz em Brasília - HOST Nº 4
 
   Roteiro de tradições - Marcelo Safadi em Pirenópolis - HOST Nº 5
 
   Em cidade nova, todos são turistas - Luiz Fernando Teixeira em Palmas - HOST Nº 6
 
   Alagoas vista de fora - Thereza Collor em Maceió - HOST Nº 7
 
  
Kadu contempla o Rio - Kadu Moliterno no Rio de Janeiro - HOST Nº 9
 
  
Porto Alegre, muito prazer - Ricardo Freire em Porto Alegre - HOST Nº 10
 
   Um turista especial - Beto Pereira em Jundiaí - HOST Nº 11
 
   Em busca de tesouros turísticos - Renato Vessoni e Michel Gorski no rio Tietê - HOST Nº 12
 
   Você já foi a Salvador? Então volte!  - Arilda Cardoso em Salvador - HOST Nº 13
 
   Ao decolar é que o turismo começa - Por Michel Gorski - HOST Nº 14
 
   No trabalho, turismo. Fora dele, turista - Alberto Gurrola em Buenos Aires - HOST Nº 15
 
   Um futuro turístico nas pegadas do passado? - Loyola Brandão visita Araraquara - HOST Nº 16
 

   Distância não é problema - Paulo Markun em Florianópolis - HOST N° 17

 

 
Exposição Marcas Registradas  - Vídeo (clique aqui para ver a exposição)

 

   

Exposição Marcas Registradas
 
Fotos de Michel Gorski e curadoria de Salomon Cytrynowicz / São Paulo
 
A exposição convida crianças e jovens a se divertirem aprendendo com o universo da matemática a partir de uma programação paralela de caráter lúdico e interativo, com painéis fotográficos, totens, vídeo e carrinhos móveis.
 
O universo de criação popular no Brasil apresenta um rico repertório que, embora ainda pouco valorizado, vem recebendo nas últimas décadas maior atenção, frente à inventividade e qualidade técnica que caracteriza muitas de suas expressões. A exposição Marcas Registradas, com curadoria de Salomon Cytrynowicz, apresenta e contextualiza o conteúdo de imagens colhidas a partir do registro de pinturas gráficas que adornavam o mobiliário de barracas de alimentos em praias da cidade de Salvador.
 
As imagens deste registro fotográfico de Michel Gorski trazem à tona a diversidade com a qual podem ser exploradas, tanto no campo da matemática como das artes, pois as combinações são infinitas e destacavam-se pelas conexões espontâneas com elementos do concretismo e do geometrismo tão presentes na arte brasileira. O comerciante ao pintar seu banco, num ato despretensioso, imprimia sua marca registrada. A montagem expositiva prevê, além de ampliações fotográficas que registram a diversidade de padrões e suas conexões com obras históricas, uma série de instalações e jogos lúdicos que fazem apelo à qualidade estética e a criatividade das pinturas.


Exposição Marcas Registradas
Foto Michel Gorski


Exposição Marcas Registradas
Foto Michel Gorski


Exposição Marcas Registradas
Foto Michel Gorski

   

EXPOSIÇÃO MARCAS REGISTRADAS NO MCB
 

O Museu da Casa Brasileira (MCB) apresenta a exposição Marcas Registradas, que revela a diversidade gráfica e as cores que criaram a identidade visual do mobiliário das barracas do comércio de rua em Salvador (BA). Marcas Registradas traz fotografias do arquiteto Michel Gorski ao lado de peças de caráter lúdico e outras de uso cotidiano. Criados especialmente para a exposição, guarda-chuvas, almofadas, gravatas, sacolas plásticas e em tecido, entre outras peças, destacam a riqueza de repertório gráfico popular por meio da utilização de estampas e adesivos inspirados nesta linguagem. Realizada em 2012 no SESC Bom Retiro, a mostra, que tem curadoria de Salomon Cytrynowicz, ganha remontagem no MCB.